31.10.11

Vencidinho

Só saí de casa hoje porque a geladeira estava vazia. Não fui longe. Apenas caminhei pelo bairro, o que para mim já é doloroso o bastante. Por aqui, as pessoas escutam pagode no volume máximo. Feirantes e freguesas também negociam no volume máximo. Não consigo resistir muito tempo. Então parei logo no vencidinho. Um cara que fica lá com um tabuleiro e umas caixas de produtos prestes a vencer pela metade do preço ou até 80% mais barato. Vez em quando rola coisas legais como Toddyinho, iogurte, pizza Sadia, essas coisas. Sei lá como esse escroto consegue essas mercadorias. Provavelmente algum esquema de carga roubada ou coisa assim. Dessa vez, tinha esses sanduíches Hot Pocket. Peguei dois. Seria meu almoço e minha janta. Bem, não são lá essas maravilhas, mas no supermercado eles vendem um Hot Pocket por 5 conto. E eu paguei 2 por 3 reais no vencidinho. Só porque venceriam amanhã. Digo, depois de amanhã não serviria mais. Sei muito bem o que é isso. Acho que também venho perdendo minha validade. Aliás, sempre foi assim. Volta e meia, uma pequena dose do mundo vinha e dizia, “Ei, cara, já não preciso mais de você”. Foi mais ou menos assim que perdi alguns amigos, que encontraram outros amigos. Perdi também mulheres que, sei lá, me trocaram por outro homem com um pau maior. E certa vez, um amigo disse, “Se prepara, Bono. Depois dos 30, redator é só decadência. Os caras gostam da garotada”. Bem, já estou com 34. Descendo a ladeira. Talvez o baque não seja tão grande porque meus títulos sempre foram perecíveis. Ok, nem sempre fui vitima. Já joguei muita coisa e muita gente na lixeira também. Então você pode dizer, pois é, todos nós temos um tempo de vida útil. Verdade. De qualquer forma, quando me olho no espelho e vejo minha cara vencida, deteriorada e fora do lugar, penso que a minha vida sempre foi um grande desperdício e uma enorme perda de tempo. E ao contrário do que os famosos falam nas entrevistas de TV, me arrependo de quase tudo. Faria quase tudo diferente. Esse blog acaba de completar 5 anos. Deve estar no tabuleiro do vencidinho também. Não digo que vence amanhã. Mas antes eu escrevia com mais vontade, mais leveza. Sei lá, tenho andado sem tempo, sem gás. Talvez outro dia eu escreva uma história mais divertida e escrota. Hoje vou parar por aqui. Agora vou deitar e ficar lá zapeando aquela caralhada de canais, sem encontrar nada de interessante e matando o tempo que eu não tenho.  

21 comentários:

Erick Moreno disse...

Da um tempo, Bono. Esse blog é não perecível. Já viu cachaça estragar? Então, mesma merda.

Vc vai tomar uns tragos diferentes, como todos fazemos, mas essa cachaça aqui continua tranquila, na sua, vendo o tempo passar.

Carina disse...

Bono, tá na hora de vc pegar seus produtos que NÃO VENCERAM e fazer um seriado no Multishow. Outro dia fui ver essa porra de canal e só tinha meda. Pensei: nossa, eu ia adorar ver o espalitando na tv. Tira essa sua bunda provavelmente gorda do sofá e vai fazer roteiro! sério!
E para de reclamar! :P
(mentira, não para) hehe

Beijão.

pequena disse...

Bono, faço minha as palavras do Moreno.
E parabéns pelo blog, vc pode até estar sem tempo, mas suas histórias são sempre foda.
Bjos.

Paulo Bono disse...

Moreno,
Seu nerd sacana. Quanto tempo. Quem sabe ano que vem a gente se bate pra tomar essa Serra Limpa.

Carina,
Existo. Logo, reclamo.
E porra, tem coisas legais no Multshow. Open Bar era bacana.

Pequena,
Saudade de você, sempre.

abraço

Mila disse...

Bono,
Matar o tempo que a gente não tem faz a gente se sentir como se fosse viver pra sempre. Pode desperdiçar hoje, q amanhã dá pra fazer tudo.
Não desiste do espalitando, caramba. Eu adoro essa porra toda aqui e vc não me deixaria na mão, né?
Vc continua tão bom como sempre foi.
Tu tava querendo um elogio assim, não era?

Ricardo D'Freitas disse...

Aê Bono...
Sempre leio seu blog. Vejo isso como uma terapia sabe!? Tipo um alter-ego de nós todos... Vc passa(ou imagina, ninguém sabe!) por situações que realmente vc pode envelhecer e falar: 'Eu vivi pra caralho!"...O dia que vc para essa porra aqui, vc só será um gordo com talento e sem reconhecimento pensando o qnto podia ter sido mais divertida a vida! Força homem.

A propósito assiti ao O Natimorto já assitiu? muito bom o filme fica a dica.

Abço adorável punheteiro!

Careca disse...

Força, Bono. Abç,

Adriana Godoy disse...

Bono, vencidinho ou não, sou fã de seus textos. Continue, cara. Vc faz falta, pode acreditar. Beijo

Aristides disse...

Porra Bono,a vida tem dessas coisas,porém devemos pensar que nunca estamos vencidos!

Paulo Bono disse...

Mila,
"Matar o tempo que a gente não tem faz a gente se sentir como se fosse viver pra sempre". Isso é muito bom. Mas não, elogio definitivamente não é a minha praia.

D'Freitas,
Não assisti ainda. Mas valeu a dica.

Careca,
Tá tudo beleza por aqui, parceiro.

abraço

Vanderson disse...

mt bom texto!! e reflexivo.. do caralho mesmo..e isso de andar sem tempo, sem gás..porra.. eu andei assim um tempo.. e eh foda.. a vida parece q tá passando ao lado e a gente n ta conseguindo acompanhar o tempo dela.. engraçado neh.. uma galera deve se identificar com esse texto, pois todo mundo ja passou ou passa por isso!

A viajante disse...

Antes que o último hot pocket faça efeitos perversos em seu intestino, nada preguiçoso, te desejo longa vida, exatamente como aquele leite, o leitíssimo, que se você não o abrir, dura uma eternidade... então, haja vida longa para você, Bono, maior produtor de textos loucos que eu já tive acesso...que seu blog nunca vaze, nem abra o gás...

Paulo Bono disse...

Adriana,
Keep walking você também.

Aristides,
Você falou como Rocky Balboa.

Vanderson,
Você é um assassino.

Viajante,
Já adquiri anticorpos suficientes para encarar hot pockets vencidos.

abraço

Analu Bittencourt disse...

Bono,
Quem nunca se sentiu "vencidinho" que atire a primeira pedra! Vida longa ao blog e a ti!
Beijo!

Marcelo Amaral disse...

Bono,

Nem pense em acabar com essa porra... Não interessa se o tempo tá curto, se não tá afim de escrever, quando vc quer, e vem estravasar aqui faz dias mais felizes para os que estão do outro lado da tela! Relaxe e jogue duro! Que essa porra ainda vai te render algumas.... rsrsrs

Alvarêz Dewïzqe disse...

é isso chapa, tudo tem prazo de validade, a gente é que insiste nesse bolor, nesse mofo.

Paulo Bono disse...

Analu,
pra você também.

Marcelo,
Vamos na manha

Alvarez,
Você sempre saca as coisas.

abraço

Rafa Zugaib disse...

Primeiro, parabéns pelo Blog, bem viperino!! Quanto a data de vencimento, colé, "A juventude é uma banda; Numa propaganda de refrigerantes (...) E por mais que a gente cresça; Há sempre alguma coisa que a gente não conseque entender". E para finalizar, passa o endereço do Vencidinho. rsrsrs

Anônimo disse...

Vou te dizer uma coisa, velho amigo...
Tenho 33 anos, casado, médico, trabalho pra caralho, dia e noite, ganho uma grana razoável ( e aí?), carro, aluguel, impostos, aquela bosta de classe média e medíocre.
Engordei uns seis ou sete quilos nos últimos anos, dores nas costas, dores de cabeça, manco do pé esquerdo.
Tenho espinhas até hoje!!!
Mas acho até que sou feliz na maior parte do tempo.
Teria feito tudo outra vez, tudo diferente!
Sou um escritor frustrado e preguiçoso, invejo e aprecio o que você escreve.
Valeu pela força e pelas palavras, e nem preciso te dizer...
"Guenta firme, porque a gente sempre aguenta. Até quando não aguenta mais, a gente sempre aguenta."

Neguinha da Fé disse...

SUA CONSCIÊNCIA:

fi de quenga, quando diabos vc vai publicar seus escritos em um bom e velho livro ????

não somos imortais e o tempo urge!

PS: e quando publica-los, opte pelo COPYLEFT.

Paulo Bono disse...

Rafa,
O Vencidinho é uma espécie de nômade.

Dr. Anônimo,
Boa história, a sua.

Neguinha,
Estanos na luta.

abraço