8.7.09

Gatinhas e Gatões

Eu tenho um primo. Ele tem uma dessas bandas de axé. Vivia me convidando para os shows. Não é bem a minha praia. Mas eu não fazia nada naquela noite, e queria prestigiar o garoto. Então eu fui.

Era uma dessas festas jovens de Salvador. Cheia de gente bonita. Com aspas, quero dizer. Na verdade, cheia de brancos, brancas e olhos verdes. Negros, só cheios da grana. Engraçado, aquilo me fez lembrar que antigamente os shows em Salvador eram no Clube Espanhol, no Baiano de Tênis, lugares assim, dentro da cidade. Mas aí veio a negrada do pagode, junto com o povo da periferia de cabelo cheio de creme, e invadiu o Espanhol. Hoje a festa dos brancos é fora da cidade, lá na casa da porra, Sauípe, Jauá, sei lá. Isso como um diferencial. Para dizer que só vai gente bonita. Com aspas, quero dizer. Mas voltando ao assunto, o lugar estava cheio. Muita mulher gostosa. Nenhuma para mim, é verdade. Sei o meu lugar. Então peguei uma dessas vodkas que já vem com gosto de limão e fiquei só assistindo ao show.

Meu primo estava lá. Kinho, o nome dele. Já tem nome de artista baiano. Era o vocalista. Além de cantar bem, é bonito, o sacana. Nem parece meu primo. Moreno, alto, tal, aquele cavanhaquezinho ralo, carismático, cheio de piadas nos intervalos das músicas. As putinhas se descabelavam por ele. Kinho usava brinco nas duas orelhas. Elas achavam o máximo. É foda. Se eu usasse brinco, me chamariam de viado gordo; se eu tivesse tatuagem, me chamariam de gordo baixo-astral; e se eu tivesse cabelo grande, me chamariam de gordo medonho. Enfim, meu primo mandava bem, arrasava com as mulheres e usava brinco nas duas orelhas.

Quando o show terminou fui até o camarim para falar com ele. Uma mulher peituda e mais macho do que eu tomava conta da porta segurando um walk talk.

- Eu queria falar com Kinho – eu disse – diga que é Paulo, o primo dele.
- VOCÊ, primo de Kinho? – ela perguntou com a voz rouca.
- Olha só, Cássia Eller. Eu sei que não parece. Mas eu sou primo de Kinho. Se não quiser acreditar, tudo bem. Mas, por favor, ao menos faça seu trabalho e usa seu radinho aí pra chamar ele.

A peituda-cola-velcro falou qualquer coisa lá no walk talk, e depois disse:

- Pode entrar.
- Valeu, Rô Rô.
- Vá se fuder.

Logo encontrei Kinho. O sacana estava cercado de mulheres. Veio me dar um abraço.

- Fala, Paulão. Finalmente, gordo sacana.
- Kinho, as putinhas te adoram.
- Nem me fale. Tô comendo duas por dia.
- Nesse caso, tô de regime forçado.

Nessa hora apareceram mais três putinhas loiras. Queriam autógrafo. A primeira pediu para Kinho autografar na capa do cd. A segunda pediu um autografo na blusa. E a terceira sentou na porra de um puf, arreganhou as pernas, e pediu um autografo na calcinha. Kinho foi lá e escreveu bem devagar na buçanha dela, “Com amor e carinho, Kinho”. Que bucetão, pensei.

- Você não vai comer essa putinha? – perguntei a Kinho.
- Essas e outras, Paulão.
- Que inveja dos infernos.
- Vem com a gente. Tem outra festa agora. “Forró Gatinhas e Gatões”, em Stella Maris.
- Não sou público-álvo.
- E o blog como é que tá?
- Tá lá, aquela merda.
- Tenho que ir agora, Paulão.
- Vá lá, Kinho, Lasca todas.
- Fui.

Então Kinho saiu pelos fundos da casa com sua banda e um monte de putinhas. Também deixei o camarim. A peituda com cabelo no suvaco ainda estava na porta.

- Vou lá, Bethânia.
- Arranja uma pica pra se roçar, seu gordo.

Então peguei mais uma daquelas vodkas e dei o fora.

33 comentários:

Mwho disse...

Bono,
Acho que a mensagem da história é que por trás de uma Bethânia pode haver mulheres muito interessantes!
Abraço,
Mwho.

Ric Dexter disse...

Eita, inveja do Kinho que eu to também...

"Arranja uma pica pra se roçar, seu gordo." kkkkkkkkkkkkkkkkk!!
Vai seguir o conselho, Bono??

Abração!

Rodrigo disse...

Essa é realmente uma típica história soteropolitana. Acontece todo fim de semana e no verão é uma orgia de festas desse naipe. Mas gostei do "bonitas, com aspas" hehehe

kinhoscerq disse...

Fala Paulão!!

Entre um show e outro, uma putinha e outra(hehehe), dá pra vir aqui e mandar aquele abraço pra vc e me divertir com suas historias.. Até as q eu tô envolvido!! RsrsrsRsrSs
Abração Cara! Sucesso!

Kinho (Com brinco nas duas orelhas!)

Careca disse...

Bono, a vodka ajuda.

Shirley de Queiroz disse...

É como se a gente estivesse vendo as pessoas que você descreve, rsssss.
Aqui em Vitória da Conquista se diz "pessoas selecionadas". "Só tinha o pessoal selecionado". Fico imaginando um monte de ervilha endinheirada se esfregando na festa...

Ana Paula disse...

Hi my Buk,

Eu adorei, você sabe.

Love,

Sra. Bono.

salvatore disse...

Credo

Drunken Alina disse...

Que esbórnia heim!!!

AMEI o "CCássia Eller" !!! Tbm apelido as mulheres machonas de Cássia Eller! Rs!!

Vc me faz sempre rir!

Beijos!!!

Mi Poulain disse...

Só na Bahia mesmo pra vocalista de banda de Axé pegar putinhas. Por aqui o mínimo que ia acontecer é ele levar uma lata de cerveja na fuça.

Bono, tu é o gordo mais engraçado que eu já li.

naire valadares disse...

Muito bom, mais uma vez, me diverti. Gosto do seu jeito ligeiro de escrever. Abraço

Ricardo Cidade disse...

Gulooooso!!!!!!!

Lela disse...

totalmente bukowski! adorei!

Francisco disse...

Grande Bono!
Duvido que o Kinho consiga dar conta de todas as putinhas. Sendo assim, nepotismo à parte, pede à ele uma vaga na Banda, e manda ver depois no camarim.
Um abração, meu velho!

Mateus Henrique Zanelatti disse...

- Valeu, Rô Rô. HAHAHAHA, Muito bom.

Vodka ajuda mesmo...

Abraço

Pablo Araújo disse...

Impagável (mentira deve ter um valor) principalmente o comentário de Kinho.

Elga Arantes disse...

Oi,já li alguns de seus textos. Vc é muito bom. Cheguei aqui através de Redatoras de Merda, também impagável. Só fico contrariada por chamar as mulheres, em geral, de "putinhas". Se pra vc tem o mesmo sentido que pra mim, (pode ser diversidade cultural, rsrs)achei bem agressivo. Mesmo assim, não tira o mérito da sua escrita. Sensacional. Tá linkado. Virei seguidora. Um abraço.

Paulo Bono disse...

Elga, minha filha.

Eu sou um idiota machista e preconceituoso.

grande abraço

Anônimo disse...

...não fure Kinho não..hihihihi..

Lusca disse...

Bono, essa vida é injusta mesmo, eu sei.
Abraço.

Ora Bolhas disse...

Cheguei aqui através do Perigoso Feijão... E rapaz.. que história!

Eu já cansei de ser o amigo feio e acabar pra trás nas "transações". Mas depois de várias vodkas, whiskys e cerveja finalmente achar que aqueles pelinhos debaixo do braço da cassia eller poderiam ser realmente interessantes.
Putas malditas! Bonitinhos malditos! Pelo menos agora eu tenho a internet. haha.

Passarei mais vezes!
Abraços!

www.teuculazarento.blogspot.com
- to começando ainda na área -

Bruno disse...

Já eu morro de inveja do meu amigo gordo que fica estilosaço de chapéu, só anda de chapéu agora, e eu que tentei colocar uma vez e fiquei parecendo um pagodeiro magrelo e ridículo desses.

E aposto que a Ana Carolina tava de pochete e chaveiro de mosquetão na cintura, tava não?

Abraço!

::Soda Cáustica:: disse...

rei, adorei o diálogo com a segurança. Fino!

Da Silva disse...

Por festa "com gente bonita", entenda-se sem pretos, sem pobres, sem gordos e sem qualquer tipo diferente.

Show de Axé é foda. Aquele povo é, sei lá, feliz demais, sarado demais. Estranho.

forte abraço

Stephanie disse...

aí, essa segurança peituda devia estar cheia de inveja do Kinho por ele estar cercado de putinhas, resolveu fazer graça justo com o o politicamente incorreto de lingua ferina errado.

Mas aí Bono, essas vodckas que já vem com gosto de limão são tipo, o que dá pra encara como a última opção pra ficar bêbado, não?

abraço.

Diu Mota disse...

Seu primo tinha cavanhaque...brinco?! Então tinha aqueles correntões de lata no pescoço...A festa não foi ' todo mundo vai' aff...Mas esse tipo de festa não tem como público pessoas bonitas entre áspas.Cada um com o seu cada qual!
Abraço!

Sunflower disse...

Bono, você sabe, o gordo é o crioulo contemporâneo.

Ass: Putinha.


Beijas

Allan Robert P. J. disse...

Fazia tempo que não ria tanto com um caso da terrinha. :)

Marcos Carneiro disse...

Esse gente bonita é uma praga mesmo. E um dia essas festas serao tao longes q só poderao ir de aviao. Bom texto, Bono. Abs

P.s: ainda acho q vc é um cara imaginario. hehe

Genérica disse...

Típico! muito típico!
Falando em festa de "gente bonita"... caralho! Trivela em Ilhéus, Sauípe Folia em Costa do Sauípe e milhões de outras em Praia do Forte... mas vou te falar, os ladrões amam esse público e só frequentam esses ambientes pra "fazer a feira" e depois ir curtir num Salvador Fest ou Caralhoaquatrofest qualquer no Wet ou no Parque de Exposições! hehehe

Ane Brasil disse...

Aff, essas tais festas só com gente bonita entre aspas também nunca foram pra mim.
Aliás, sempre custam uma grana ducaralho - que eu nunca tenho e mesmo que tivesse não gastaria pra ficar ouvindo axé...
Aff, se vc fossse menos escroto, podia ter catado a Cassia Eller hehehe
Sorte e saúde pra todos!

Pedro disse...

Bono tem razão. E é fácil ficar rico em Salvador. Basta fazer uma festa a 1000 km da cidade, cobrar 350 reais a entrada e colocar o nome algo do tipo "Eva VIP Lounge Exclusive". Fudeu, vendeu tudo!

Fabiana Farias disse...

kkkkkkkkkkkk
Deprimente essa vida! Até eu que sou hetero fiquei com inveja do Kinho. Comer qt quiser deve ser uma maravilha! rsrsrsrsrs