9.3.09

Escrotos

Lembro a primeira vez que fui ao dentista. Ele veio com um algodão e disse que ia apenas passar uma pomada. Quando vi, o escroto sacou o alicate e me arrancou dois dentes. Eu tinha cinco anos. A segunda vez foi semana passada.

Levei um certo susto logo ao deixar o elevador. Havia pouquíssima luz naquele corredor. E confesso que depos do Jack Nicholson, por Deus, me cago de medo de corredores. Mas o 701 estava lá. Bati na porta e olhei as horas. Logo uma velha, bem velha, uma velha branca e sinistra, de touca e vestido florido apareceu. A velha olhou para mim. Eu olhei para a porta. 701.

- É do consultório de doutora Alexsandra? – perguntei.
- Você é o Paulo?
- Sim, sou eu.
- Ah, meu filho, pode entrar – ela disse – você aguarda um instantinho?

A sala de espera era um cubículo também mal iluminado. Havia algumas revistas Caras espalhadas pelos dois sofazinhos. Só isso. Nenhuma putinha recepcionista para jogar um papo. Sentei por ali enquanto a velha desapareceu pela outra porta. Peguei uma das revistas. A com a Vera Fisher na capa. Era de agosto de 2007. Pelo jeito, aquilo não funcionava há séculos e eu acabava de despertar uma múmia.

Então ouvi o som de uma descarga.

A vida é injusta. Lembro que uma vez levei minha irmã à dentista. Acho que foi amor o que senti. A mulher era uma princesa. Eu pensava que poderíamos nos casar, e eu faria questão de escovar sua boca todas as noites. Mas essa era a dentista da minha irmã. A minha era a porra de uma velha nojenta e cagona. E fica um conselho. Nunca se engane pelos nomes. Quando vi na lista “Dra. Alexsandra”, eu disse, é essa que vai pegar em minha boquinha. Cacete. E a dentista de minha irmã se chamava Luzia.

Veio outra descarga. Quase gritei para a velha lavar as mãos.

Eu sabia que aquilo não ia dar certo. Tenho todos os motivos para nunca mais acreditar num dentista. São um bando de escrotos. Antigamente era só você escovar os dentes três vezes ao dia e tudo bem. Depois vieram com aquela coisa, o cordãozinho de merda. Já ouvi dizer que se não passar o fio dental, são menos alguns anos em sua vida. E agora não se vê outra propaganda na TV que não seja de antisséptico bucal. Isso porque fomos tratados como otários a vida toda. Porque só agora eles dizem, “Você sabia que 80% das bactérias não estão nos dentes?”. Vai tomar no cu. E o pior. A Colgate é a número 1 em recomendação dos dentistas, só que, se não me engano, a Oral B é a marca mais utilizada pelos dentistas. Que porra é essa? Usam uma e recomendam outra? São uns escrotos.

Mais uma descarga.

E mais outra.

Foi nessa hora que bateu o pânico. As pessoas lá fora iam e voltavam para seus trabalhos, o sol brilhava, a vida acontecia numa boa, e eu ali, naquele corredor escuro, naquele cubículo, sozinho com uma velha morrendo pelo cu e uma privada entupida. Pensei em perguntar se estava tudo bem. Mas na verdade queria dar o fora dali. Então me levantei e me aproximei da porta entreaberta. Mas não pude ver nada. Balbuciei “Dr. Alexsandra”. Não houve resposta. Empurrei um pouco a porta. Pude ver outra porta entreaberta. “Dr. Alexsandra?”. E, de repente, outra descarga.

Não pensei duas vezes. Sai correndo e bati a porta. A velha que se fudesse. Chamei o elevador. Estava parado no segundo andar. Tinha aquele corredor. Comecei a lembrar do Jack Nicholson. Era melhor pela escada. Mas quando abri a porta, vi que as escadas estavam ainda mais escuras. Tive que voltar e esperar pelo elevador. Comecei a imaginar aquele vestido florido todo sujo de merda. O elevador chegou. Entrei e fiquei mais tranquilo. Foi quando lembrei que um dia desses minha mãe perguntou por que eu não colocava um aparelho nos dentes. É foda mesmo. Quando eu mordia de brincadeira o braço de Nina, não parecia nada a marca de uma dentada humana. Mas ora, porra! Deixa lá.

40 comentários:

Mwho disse...

Bono,
Sua história de terror foi completa, hein?
Até revista da Vera Fischer plastificada...

Sunflower disse...

1 em cada 5 dentistas aprovam esse texto.

Sempre pensei que fio-dental TODOS OS DIAS fosse coisa de dentista querer manipular a gente. Três vezes por semana tá bom demais.


beijas

Mi Poulain disse...

Há pelo menos 6 anos não ia no dentista. Tenho raiva de ter cuidado dos meus dentes quando criança e eles terem ficado uma merda. Meus irmãos nem sequer escovavam a porra dos dentes e eles estão lá retinhos e branquinhos. Quando no começo desse ano resolvi fazer uma visita ela fez uma restauração, disse q tinha cárie e que precisava fazer uma limpeza. Fiz a restauração pq nao tinha outro remédio. Tapei o buraco pra aproveitar. E a limpeza? Bom, minha mãe diz q quando eram crianças escovavam os dentes com carvão. Pois não é que funciona. Fica branquinho q é uma beleza!

Fernanda Pereira disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Hilário...gente sabe que eu semrpe me pergunto: pq usam uma marca e recomendam a outra??? E miha dentista que diz: o importante é a escova pasta pode usr qqr uma...

Fala sério, eles que cheguem a um consenso antes de falar, hein?!

ahahahah

beijos

NiNah disse...

hahaha
Essa história foi hilária.
Os comerciais são assim mesmo. rsss
Bjo

Francisco Silveira disse...

Muito boa a história!
Dentista velha, e com diarréia, tem mais é que sair correndo do consultório.
Abs.

Dedinhos Nervosos disse...

Deus que me livre! hahahaha Mas acho que vc demorou mto a sair daquele consultório! Pq não vai à dentista da sua irmã, criatura? rsrs
Bjos!

Shirley de Queiroz disse...

Eu imagino que, quando você saiu, a velha finalmente largou a privada e conseguiu ligar para a Dra. Alexsandra, que tinha saído. Vai ver a Dra. Alexsandra é uma super gata de sorriso Colgate, doida pra fazer um Oral B...

hahahahahah

Cara de 30 disse...

Quando você falou da velhinha me lembrei daquele comercial do HSBC com uma velha que finge estar empalhada na cadeira para espantar a namorada do filho, lembra? Carái... Deu medo mesmo. :)

Se livrou, hein... Imagina o cheiro das mãos dela????? Putaqueospariu! hehehehe...

Rodrigo Carreiro disse...

Eu nunca que ficaria lá. E você deveria procurar com os amigos umas dentistas boas. Conheço uma coroa excelente!

Ric disse...

Isso que é terror realista, rapá!
O que será que velha-dentista-cagona pensou quando não te viu mais lá?
Adorei essa porra dessa história! hehehe!

Abraço.

Careca disse...

Bono, depois de muito tempo, fui ao dentista no ano passado e sofri um bocado. Agora estou precisando ir de novo. Vou prestar atenção ao som de descargas.

Ricardo Cidade disse...

Sujeito escroto, a velha precisando de grana porque sofre do intestino e tu fojes? Escroto é o senhor!Volta lá!

Drunken Alina disse...

KKKKKK!!!
Imaginei os troços que a mulher fez!!
Q coisa!
Eu também sairia correndo!!
Hahahahaha,parece cena de filme!

E a minha mãe tá indo numa dentista q ela está odiando,por ser uma chata, e também por seu consultório ser bagunçado. Ganhou o apelido de Dra hepatite.
Eu só não sei pq ela ainda volta lá!!

Bjos!!

Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

tadinha da véia.

vc era o único cliente.

garoto perverso

Mimi Kiddo disse...

Sim, eu vi a trilogia do Poderoso Chefão. Nossa, nossa, nossa! O filme é aaltos. Tá, tá... lá tem frases perfeitas, cara! Foi um ato falho mesmo não ter colocado. Acho que quis colocar as mais populares. Nossa, minha lista estava enorme aqui no papel... o que deixei de fora... triste.

alvarêz drewïzqe disse...

Outro conto daqueles, escritor, outro daqueles!

Vieira Calado disse...

Por falar em dor de dentes:

Hitler encontrou-se um dia, com Franco, na fronteira dos Pirinéus, durante a guerra.

Quando se apartaram, Hitler terá dito a um dos seus mais próximos:
- Queria mais ter uma dor de dentes que encontrar de novo este sujeito!

Um abraço

Júlio disse...

Minhas fobias, por ordem:
- Dentista
- Ratos
- Altura
- Mar

Esses putos rima com nazista não à toa. hahahahahahahahaha

Stephanie disse...

não tenho medo de dentistas, mas não confio neles. jamais deixaria uma velha que não sai do banheiro na primeira descarga por as mãos, mesmo que desinfetadas na minha boquinha, deusmelivre.

muit bom, Bono, você, como sempre mandando bem pra caralho =)

abraço

Anônimo disse...

TU ESCREVE MUITOOOO! O BLO É FODA POW! *-*

Joel disse...

hahaha

sou dentista.. e acompanho a algum tempo teu blog... seus posts são hilários... tu escreves muito bem rapaz.

existem colegas dentistas bizarros mesmo... tlvz pq cheiraram mto anestesico ¬¬

mas... comparando com os outros posts... como que tu não comeu a velha? hahaha tu catou cada uma na tua vida guri... que essa cagona aí tá longe de ser hardcore hisahisahi

abraço...

Marcelo Mendonça disse...

tenho várias de dentistas, a útima foi uma louca que nao parava de falar dentro da minha boca.
grande abraço Bono!

Renne Boz disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Cara, eu ri muito, dei gargalhadas aqui! Vc é mto espirituoso!!
Escreve muito bem. Um grande beijo!!!

Subliterato disse...

velho lembrei de um filme que tem uma cena parecida, mas a dentista é linda! kkk
"ninho vazio"

Tônio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tônio disse...

Eu trabalho numa faculdade de odontologia que o prédio tem 60 anos. nem vou comentar teu texto. adoro a forma que teus textos me prendem.

Pablo Araújo disse...

Grande Bono, sem comentários. Que visão do inferno.

jorginho da hora disse...

Dentista e professor de matemática a gente nunca esquece.

Momo Maiden disse...

Nunca ri tanto....começou com a putinha da recepcionista e foi piorando...parabéns por escrever assim...adorei, bj

visita agente
mimimimomomo.blogspot.com

Mimi Kiddo disse...

Humilhou. Mil risos.

E confesso que depos do Jack Nicholson, por Deus, me cago de medo de corredores.

hoeaheoaieaoehahoehaaia

Ane Brasil disse...

Dentista, corredor(bom saber que não sou a única que lembra do "O Iluminado)... nossa que sinistro véi!
Eu, no seulugar, teria valentemente saído correndo e gritando por mamãe... tá louco!
Sorte e saúde pra todos!

Poliana Paiva disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Poliana Paiva disse...

Ó, Bono, meu filme, o "Muito além do chuveiro" vai passar em Salvador, na Mostra COISA DE CINEMA, no Instituto Cervantes, em 2 sessões:
Na Segunda, dia 23/03,às 14h, na Sala Walter da Silveira e na terça, dia 24, no Espaço Cultural Plataforma, às 15h. Sei que são horários de adolescente em férias escolares, mas vai que dá procê ir...

Mudando de assunto, amanhã tenho dentista...
uia!

Larissa Santiago disse...

ainda bem q vc correuuuu!!!
nunca tive medo de dentista não, na verdade uma vez até dormi na cadeira de um... O.o

Adriano Caroso disse...

Eu sempre dei sorte com dentistas, já fui em cada gata. Dava até pra perdoar se fosse cagona mas você realmente pisou em rastro de corno como diz meu pai. Deste jeito é melhor ficar banguelo.

Anônimo disse...

putinha recepcionista? quanta babaquice!

SkateComMédia disse...

Teria ela cuidado dos dentes do Stanley Kubrick?

Adoro meu sorriso amarelo...

Aquele abraço por trás.

Faisca.

Faça ou Desfaça disse...

Quando vc escrever um livro, avise-me..quero ser a primeira a comprar.
Viajei no seu conto, descrição perfeita.
Abraços

Samantha Abreu disse...

ahahahahahaaa
já pensou se tu espera e ela não lava as mãos?!
affff!
ahahahahaa
BeijO, Bono!