18.2.09

Nosso Carnaval

Eu até tentei. Uma vez peguei o dinheiro do estágio e paguei um bloco de carnaval. Por quê? Não sei. Talvez estivesse alegre naquele tempo. O suficiente para aguentar aquela coisa que eles chamam de avenida. Gente demais. Barulho demais. Axé demais. Ladrão demais. Sem falar no filho da puta que gritava lá de cima, “Vamos dar a volta no trio”. E quando isso acontecia, não importava se você não estava a fim de dar a volta na porra do trio. A alegria da Bahia carregava você. E foi numa dessas que tropecei numa gorda e caí feio. Lembro dos pés saltando sobre minha cabeça, e eu pensava, porra, bem que minha mãe avisou, “Cuidado pra não ser pisoteado”. Mas não deu tempo de sentir dor. A massa veio e me forçou a dar a volta no caralho do trio. Enfim, meus planos naquele carnaval era encontrar uma gringa. Daqueles ricas. Que me levasse pro seu quarto de hotel chique. Foderíamos durante todo o carnaval, e depois ela me levaria para a Europa. Mas foi diferente. O mito que todo mundo se dá bem no carnaval da Bahia consumia minha cabeça. Foi quando um amigo disse, “Bono, o segredo é a loló. Bota a nêga pra cheirar essa porra e agarra!”. Ok. Era a minha chance. Peguei a porra do lança, taquei na cara da putinha, e quando fui beijá-la, ela gritou, “Oxe, gordo, sai!”. Claro que não esperei para ver o encontro de trios. E no caminho de volta, com a perna toda assada, ainda levei um soco de uma mulher-macho de um metro e meio bem no meu rim defeituoso. O mais interessante é que no dia seguinte, minha vizinha, uma velha que não tem o que fazer, disse que me viu na Band. “Ô, Paulo, você tava mancando?”.

Foi o que eu disse. Tentei. Mas sabe como é. Não faço parte do que eles chamam de gente bonita, alegre e cheia de suingue. Talvez eu nem seja tão baiano assim. A verdade é que tô de saco cheio de Ivete Sangalo. E nunca mais dei a volta no trio.

Por outro lado, lembro que o ano passado foi assim. Eu estava em casa. Olhava pela janela os caras passarem vestidos de mulher e lotando o ônibus da Barra. Quando Nina chegou. Trouxe pão, vinho, biscoito, salame, e mais uns cinco filmes. Nina era foda. Depois ela disse, “Voltei a tomar o anticoncepcional. Pra gente fazer o nosso carnaval”. E eu disse, “Porra, parece verso de marchinha. Pega o vinho e vem pro sofá”.

48 comentários:

Cami disse...

Bono!
Se tem coisa, uma das coisas, que eu odeio é CARNAVAL.

Principalmente porque na minha rua resolveram de fazer deslife de escola de samba.
E é um desfile podre, de última categoria e no dia seguinte a rua parece um lixão.

Nossa, Carnaval não deveria existir.

Rsrsrsrs adorei o teu post. Me divirto muito com seu jeito de escrever.

Bjão

lilaemarcelo disse...

escrevi ontem um post tb sobre nosso carnaval soteropolitano lá no blog(http://lilaemarcelo.blogspot.com). Sou do seu "bloco": os que fogem do carnaval bahiano!

Ric@rdo disse...

Meu último carnaval foi em 1997, ou seja, já tem 12 anos que não mostro o meu "suingue"... rsrs.

Será que ta me fazendo alguma falta...? Huumm... acho que não.

Abraço.

Shirley de Queiroz disse...

Pois eu adoro o meu carnaval. Sempre viajo pra fazer documentários sobre as festas. Geralmente, carnaval de marchinhas e tals. Mas o bom é que sempre rola uma grana pelos documentários, além de passagem, hospedagem e alimentação. Me divirto pra caramba. Enquanto os outros gastam, eu ganho pra estar lá. hahahahahahah

Tá, não é tanta grana assim, mas tá valendo....

Marcio Sarge disse...

HAHAHAAAHH. Cara! Sai mancando na Band é foda rsrs.


Eu destesto essa merda de carnaval tb, apesar das mulherada pelada. Mas aqui em Sampa o bicho pega de verdade, fora o carnaval feito para os estrangeiros e gente rica, a bagunça na rua e feita de bêbados e franco-atiradores.
A fantasia de caranaval aqui tem que vir com um colete a prova de balas.
Merda de festa.

ana paula disse...

Hello!

Adorei. “Oxe, gordo, sai!” ri demais. Nada de dar volta em merda de trio, o negócio é dar uma com a Nina.

Love,

Sra. Bono.

Dedinhos Nervosos disse...

Olha... acho que vc foi despreparado pra dar a volta no Trio. E, se serve de consolo, eu micareteira assumida, já despequei numa volta assim, caí e ralei os 2 joelhos e as mãos. Agora quando o Bel fala isso, eu corro quando é do bloco todo.

Outra coisa... que azar de carnaval, heim! Meu Deus do céu! Se eu fosse vc tb nunca mais iria rsrs

Bjos!!!

Mwho disse...

Acho que a loló era um vidro de desodorante Axe!
Na pesquisa de opinião acima, estou do lado dos que também não gostam de carnaval...

Alexandre disse...

Grandes textos Paulo. Se ainda não compilou, não perca tempo.

- Sunflower fez a propaganda e cá estamos nós. rs

.duas doses de desdém disse...

Gente! e cadê a Nina?? que coisa mais querida!!!!!!!!

Eu prefiro passar o carnaval bem enrolada no meu namorado do que nesses caos aí...

Morri de rir com teu post, tu és genial.A Sun sempre indica blog massa.

beijoca!

Sunflower disse...

Vou escrever aqui porque se eu escrever no meu blog vai parecer que estou querendo fazer média com a minha mãe: Primeira e única vez que cheirei loló, tinha 13 anos. Tava num carnaval em uma roda, e a galera rolando um pano e passando na cara. Era recém-chegada em Fortaleza, achei aquilo estranho, mas passei na cara também, você sabe, em Roma, faça como os romanos, mas eu tava pensando que era pra enxugar o suor, manja a malandragem da guria, aí senti o cheira da porra.

Há.

Eu nem fiz carinha de quem estava gostando demais.

Rodrigo Carreiro disse...

Nina é demais!
Carnaval tô na rua, sem destino, sem abadá, sem porra nenhuma, só bebendo e curtindo a porra do som.

alvarêz drewïzqe disse...

Não tenho nenhuma lembrança de carnaval, acho que já nasci não curtindo a bagaça.

Persona disse...

kkkkkkkkkkkkk... tô aqui imaginando o tombo!
Esse ano estava tudo programado pra ir pra Salvador, mas me deu uma preguiça... eu gosto, mas acho que já não tenho mais idade, peso e paciência para aturar multidões e aquele cheirinho de humanidade inevitável.
Ano retrasado fui e gostei... não tropecei, não apareci na tv, não peguei ninguém, bebi pouco pra não ter vontade de fazer xixi, meu cabelo ficou um bagaço, mas... até que gostei.

Bjooo

Fernanda Pereira disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkk

Até passei mal de tanto rir aqui!!!

Deve ser foda ser baiano deslocado nessa época, omundo dando a volta no trio e vc correndo pra ele não te pegar, q merda!!!

Pq todo mundo fica achando q baiano é tudo loouco por um paticumbum e um axé, aquelas musicas com 7 palavras, sendo duas repetidas...ahahahah

Olha, liga pra Nina, vê o que ela ta fazendo, de repente rola um flashback!!!

Beijos

Renne Boz disse...

hahahah...que inferno vc passou, amigo! rsrsrs
Carnaval no sofá: boa, boa, Bono!
Se tiver aquele sorvetinho que vc disse ser o melhor do mundo, fechou! rs...
beijos!

Garota no hall disse...

Já passei carnaval no sofá também, hahaha! Aliás, odeio essa época. Só é bom - óbvio - por causa do feriado. No mais, dispenso a multidão suada e tarada. E as músicas ruins.

Larissa Santiago disse...

poizé...
tow aki no sofá vendo a idiota da Wanda Chaise babá o ovo de Carlinhos Brown!!!

[foda]

Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

kkkkkkkkkkkk

ai ai,

me lembrei dos tantos carnavais que já passei aí em salvador. Também sou baiana sabe?

Mas, pro meu lado não tem essa história de "já beijei um, já beijei dois, já beijei três"... não.

Se vier, faço o tipo da mulher macho.

ps. podia jurar que vc era do Rio.

beijos e bom carnaval e tomara que a Nina pinte por aí.

ps2. vou roubar o post pro meu marcador POST ROUBADO.

Isso quer dizer que se aparecer um povo estranho por aqui, não se assuste, não é assalto, são os meus leitores.

Anônimo disse...

OLÁ.

SÓ PASSEI PARA CONFERIR A INDICAÇÃO DO CALCINHAS NO BOX.

MUITO BOM.

BEIJOS

Dri disse...

Poxa, e eu que achava que carnaval era perda de tempo, agora eu sei que pode ser mais que isso, pode ser uma sucessão de desgraças. Eu também tenho péssimas recordações de carnaval, mesmo não vivendo na Bahia, mas deixa pra lá, espero que seus carnavais sejam melhores daqui pra frente.

o casalqseama* disse...

bono, meu caro,
vc faz a diferença!

show ler teu texto em pleno sábado de carnaval... dissestes só a verdade! muito "tudo que eu não tô afim de aturar fora de casa".

por isso, eu e maridão: só praia, uma bolinha, tranquilidade e amigos depoooooooiiiiissss que o bloco já passou!





ah, todo mundo tem um vizinho linguarudo... rsrsrs

bjão da fê =D

p.s.: obrigada por partilhar histórias tão bem contadas!

Libertina disse...

Oi, acabo de ler este post no blog Calcinhas no box e adorei.

beijos

Monday disse...

cara, muito boa a história, além de muito bem contada ...

cada um é cada um, mas que eu não entro num bloco desses por nada, mas não entro mesmo ...

carnaval é bom pra ficar em Sampa: tem tudo e não tem fila!

uma maravilha ...

Luisa disse...

também li esse post no outro blog.

valeu

beijos

Larissa Bohnenberger disse...

Tinha que ter ido pra Olinda. Rssss!
Adorei a marchinha de carnaval que a Nina compôs!
Bjs!

Mimi Kiddo disse...

hahahaha muito bom o texto, cara! Nem lembro que carnaval existe. Passa batido e isso é tão bom.

Déia disse...

e seu carnaval rendeu um roubo. adorei seu blog.

Mi Poulain disse...

Muito bom!!! A porra do carnaval é só uma festa chata pra colocar mulher pelada na tv sem culpa e sem censura. Prefiro jogar qualquer coisa, encher a cara e ver uns filmes. Curti o blog... volte sempre! =)

Momo Maiden disse...

Odeio carnaval...adorei o blog também...obrigada pela visita...
beijos

Ricardo Cidade disse...

Hehehe: “Oxe, gordo, sai!”
Excelente texto, figuraça!

Saudades!

Drunken Alina disse...

Sensacional!!
Ri demais!!!

Coincientemente falei no meu post hj sobre aparecer na tv!

Também amei o nome do seu blog!

Poliana Paiva disse...

Putz, aqui no Rio tá ficando a cada ano mais bizarro: cheio pra caralho, uma imposição de felicidade a cada esquina, essas porras todas. Mas o bom é que sempre existe a chance de rolar um vinho com salame...
E viva o salame!

Rafhitch disse...

Tem que ter pique para guentar 7 horas atrás de um trio pela avenida. Hehehehe..

Ainda mais debaixo de um sol quente do caralho. Se bem que esse ano só fez chover no carnaval aqui de Salvador!

;)

Francisco Silveira disse...

Como é que eu não descobri o teu blog antes! Muito bom, mesmo!
Depois de ler os teus textos, não me resta mais nada além de encerrar o meu blog pra sempre. Fiquei humilhado!
Abraços

Vica disse...

Gostei mto da história... essa Nina é mesmo mto salvadora...

ah obrigada por me lembrar de tomar o anticoncepcional... tinha me esquecido... haha

Fábio Souza disse...

Zorra Bicho!!!!!!!!
è por isso que eu só Vô na pipoca vei, num tem aperto certo.

rsrsrsrsrs
Abração Primo

bjomeliga disse...

Fantástico!

Prezado disse...

Ainda venho por aqui de vez em quando. A propósito, o que está acontecendo, prezado?
Preste atenção, rapaz!
ass.:Prezado (mas nem tanto)

"Belezas e Encrencas" por um Assessor de Imprensa disse...

Caraleo, Bono!
Sensacional.

::Soda Cáustica:: disse...

eu odeio com todas as forças do meu pâncreas a festa momesca. MORRA MOMO MORRA.

Zingara disse...

Boa.

Não vou dizer que não gosto de carnaval, subentende-se isso, afinal é unânime esse não-gostar no mundo dos blogs.

Mas vou dizer que já tentei dar a volta no trio e não acompanhei o enredo.

Boa (novamentei), acompanharei tuas sagas (ou serão sinas?).

Beijos, Zin

Marcelo Mendonça disse...

Eu brinquei dia sim, dia não. Sempre intercalado com um bom vinho e ... a perna assada depois da circuito barra- ondina, inevitável, mas como diz uma amiga, quem tem perna "boa" se assa (consolo estupido). Meus planos depois de 5 anos PULANDO FORA do carnaval baiano, resolvi passar em Salvador com a proposta de pegar uma praia, um filme, mas eu endoido quando ouço o primeiro acorde carnavalesco, seja que ritmo for... grande abraço Bono e feliz ano novo!

Adriano Caroso disse...

Nesse ponto eu concordo com você, carnaval é uma merda. Bom mesmo é vê-lo de uma puta sacada do Campo Grande, com a geladeira entupida de cerveja gelada e uma gostosa do lado. Mas o que fazer se a gente não tem essa sorte?

Samantha Abreu disse...

êba!
ainda bem que nós, as mulheres que salvam, ainda pensamos em salame, vinho e filminho na tv.
Carnaval o escambal!

Anônimo disse...

Да уж. Как говорится в устоявшемся выражении:
Мы громче всех кричим "горько" и "занято".

Anônimo disse...

Hua hua hua... woww... this is very funny, man. wow... i laught a lot of... wow, man... you think that you are very funny, isnt it? wow... wow, man... i don't like this... oh no.. oh no... wow, wow... there is no funny... in my village nobody like this... wow... wow, man. my village stay in afrika. here i'm the man... oh yes, oh yes... i'm the bambata's man... wow, wow... i have the sword to finish with this pretenciously texts that you write. what you wrote is terrible. wow, wow, man. oh yes, oh yes, man. has the least bit funny ... Do you understand me? I'm the man in my village. I know everything about the Brazilian Carnival. wow, wow... man, do not do it again. oh no.. oh no... write about botany or something, because this is the worst example for Brazilians. oh yes, oh yes... wow, wow. Don't do this again. oh no.. oh no... I am the wizard of my village. I am the best. My friend, Shimbawek, the warrior of my village, did not like what you wrote too. wow, wow... This is not funny, all right? I will now follow the electric trio, because behind him who just will not have died. wow, Wow, man. And you still play with the Band Network Television? This is not done. wow, oh no .. oh no ... Stop writing and go pick his teeth. Brazilian women like to get around in electric trio, man. not talk anymore, right? it is ugly. that is bad. wow, oh no .. oh no ... I'm the best man in my village. wow, oh no .. oh no ... I am the magician, the sorcerer. and I did not like about what you wrote. goodbye and stay with gód.

Anônimo disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk........ esse comment acima é o melhor do blog. estou morrendo de rir. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.. ótimo!!! parabéns a quem o escreveu.... i'm the sorcerer foi o must!!! kkkkkkkkk