24.8.08

Deco

Quando vi Deco pela primeira vez, senti um alívio. Eu não seria o mais gordo da turma. Você sabe, segundo grau, o foco das piadas, essas coisas. Deco era imenso. Eu me perguntava, meu Deus, será que vou ficar assim? E não adiantava vestir preto, não dava para disfarçar. Deco era gordo e tinha jeito de gordo. Ele e suas calças largas. Por falar nisso, agora lembro que foi Deco quem me indicou a Loja do Gordinho, lá no Comércio.

Bem, eu poderia contar aqui várias histórias engraçadas sobre Deco. Claro, todo mundo sabe que as histórias com gordos se fudendo são sempre as mais engraçadas. Mas eu não queria falar sobre isso. Embora Deco fosse gordo, não era um bobão. Era uma figura de tirar o chapéu e um puta amigo.

Lembro uma vez que estávamos jogando vôlei. Quer dizer, eu estava jogando com a turma. Deco apenas assistia. Aí, não lembro bem por que, discuti com um dos marombeiros que estava de fora. O cara ameaçou entrar na quadra e partir pra cima de mim. Foi quando Deco puxou seu velho canivete. "É melhor ficar na sua, filho da puta!". O marombeiro ficou na dele, e confesso que até eu fiquei com medo de Deco naquela noite. E teve outra bem parecida. Essa com mais ação. Foi no meio do baba. Mais uma vez discuti com um sacana. E já que não era um dos marombeiros, mandei tomar no cu e dei o primeiro soco. O segundo foi ele que deu na minha cara. A porrada foi generalizada, e Deco foi o primeiro a me ajudar. Veio correndo lá do gol e sentou o braço no primeiro sacana que viu pela frente.

Eu poderia parar por aí. Falar apenas que Deco era um gordo valente. Mas eu estaria escondendo sua melhor versão. Deco era um gordo romantico. E se falar em romantismo na adolescência já é uma piada, imagine um Deco apaixonado. Estou querendo dizer um adolescente gordo apaixonado. É o cúmulo da perda de tempo. Deco mandava flores, caixas de bombons, recadinhos. Um dia ele se apaixonou por uma branquelinha lá da sala, e vivia me mostrando os bilhetes que escrevia para ela, perguntando o que é que eu achava, se estava bom ou não, se deveria enviar. Foda é que, não sei por que milagre, essa branquelinha começou se engraçar pra o meu lado. Era bonitinha e tudo. Mas Deco estava apaixonado, e eu, com meus princípios de jedi, jamais lhe daria uma facada nas costas. Nem peguei a garota, nem ela pegou ninguém, e Deco seguiu apaixonado até o fim daquela porra de segundo grau.

Depois disso, Eu e Deco nos encontramos muitas vezes junto com a turma. Cada um numa faculdade, mas a gente sempre marcava um baba, um cineminha ou umas biritas. E a vida seguiu assim. Até chegar aquele maldito ano. E numa certa noite, Mulata, um amigo nosso, ligou e contou o que tinha acontecido. Deco sofrera um acidente. Um acidente de carro. Foi num pega, e Deco estava no carona. A porra bateu, pegou fogo, e Deco ficou preso no cinto, uma coisa assim. Foi feio, o grande Deco não resistiu e caiu fora do jogo.

É o seguinte, não vou ficar aqui falando como uma telefonema daquele é capaz de pirar a cabeça de alguém. Ao invés disso, vou lembrar uma história engraçada com Deco. Uma vez ele se acabou na vodka, ficou na merda, e tivemos que levá-lo pro chuveiro. Deco ficou desesperado, berrando, pelo amor de Deus, que ninguém comesse o cu dele. Ri muito naquele dia. É o que eu disse, as histórias de gordos se fudendo são sempre as mais engraçadas. E o motivo da cachaça é que, pra variar, Deco estava apaixonado.

38 comentários:

Sunflower disse...

Tive um namorado que se dizia gordo, que as outras pessoas diziam que ele era gordod. Ele batia na barriga quando pensava e quando ficava feliz. Foi o namorado mais romântico que eu tive.De escrever carta, puxar cadeira e abrir portas, ele dizia que tinha que compensar porque ele gordinho, mas eu só sabia achar ele bonito e pronto.

Bom ter coisa nova aqui.

beijaaaa

Stephanie disse...

estar apaixonado é um bom moivo pra se atracar com uma garrafa de vodcka

bela forma de lembrar do seu amigo, Bono

beijo

SAMANTHA ABREU disse...

há tanto encantamento nas suas histórias... elas, por um segundo, nem parecem cotidianas.
E fazem a gente lembrar de coisas, rir sozinho...
tudo isso significa: puta delícia!

Um beijo, Bono!

Fernanda Pereira disse...

Matou a pau...são essas as lembranças que a gente tem que ter de caras como Deco...

Tive um Deco na vida e, a vida tambem levou...era foderásticvo assim tbem...

E concordo com a Stephanie, nada melhor do que uma garrfa de vodka para um coração gordo apaixonado (sim, falo por experiência própria,rs)

Semana boa pra vc...beem boa

bjs

Careca disse...

Bono, mandou bem, como sempre! Uma vez tomei uma vodka chamada Natasha. Foi num acampamento. Quase morri. Mas era boa para acender fogueira. Abraço,

FOXX disse...

pobre deco!
mas ficam as lembranças

Rodrigo Carreiro disse...

Grande Deco.
rest in peace
--
Careca, essa vodka é morte na certa, velho ahhahaha Clássica! É tipo uma russa que tem: Kainakova
auuhauhauhuhauah

Larissa Bohnenberger disse...

Ahahahahahahah!
Que sarro, o Deco! Deve ter realmente pirado a sua cabeça saber sobre o acidente. Mas é assim que a gente tem que lembrar dos amigos... com uma bela gargalhada. Linda homenagem. Só espero que ninguém tenha comido o cu do Deco, aquele dia. Rsssss!
Bjs!

Mwho disse...

Bono, sem fugir do seu estilo, você fez uma super homenagem ao Deco!
Poesia pura!

alvarêz dewïzqe disse...

Então ele tava apaixonado mesmo, caso contrário comeria toda caixa de bombons, hã?

Mwho disse...

Bono,
Coloquei uma fala sua num fórum sobre baratas que postei hoje...

P.R. disse...

gordo apaixonado é cúmulo da perda de tempo por quê? teve uma época que eu só queria saber do gordo.

Patarata disse...

Foi muito prazeiroso deslizar por suas palavras.
Deliciosa estada.


Só o final que me lembrou que o coração mané aqui talvez precise ser hidratado com Campari.

Bjin ;)

Naty :) disse...

Talvez se a branquela tivesse dado mole pra ele no segundo grau, a vida dele teria sido diferente...
preconceito é uma coisa íncrivel.
pra gente parece tão racional né?
"ah claro, até parece que eu vou gostar de um gordo nojento"
e por que não?

palmas para O DECO, que sabia agradar, além de todas as opiniões alheias.

Fábio Souza disse...

Zorra!!!! bicho confesso que até o meio do texto eu não estava entendendo nada, e achando o texto chato, e pensava comigo mesmo mais rápido que um relâmpago "MEU DEUS SERÁ QUE BONO ESCREVEU ESTA MERDA DE TEXTO??????" e ai derrepentemente não mais do que derrepente você virou o jogo, me lembrei até do MEU BAÊA nos velhos tempos(...) e aquele texto chato se transformou em um dos melhores que já li em termos de emoção, me arrepiei velho!!!!

Parabéns....

Abração Primo.

Lorena Travassos disse...

bem, eu poderia dizer que tá muito bom, que eu conheci um deco, que você é romântico "e essas coisas todas". Mas ai eu seria redundante. Mas eu sou redundante. então, tú é foda.

xero

Karlinha disse...

Ah!
*Eu adoro abraço de gordo
*Homem apaixonado é bom demais
*O meu namorado tem barriga
* Também afogo mágoas em vodka!

Breno disse...

Como um bom gordo, me identifiquei com a historia! Realmente as melhores cachaças são as dos gordos, sempre tem uma resenha no final.hehehe.
Lamento pelo Deco!
Texto muito bom, Bonera!
Abração

Cineasta 81 disse...

Coitado do Deco!

Poliana Paiva disse...

homem tem que ter peso, senão parece que vai quebrar...
show de bola sua homenagem!

poupadordeporra disse...

Valeu grande Bono, mais um drible genial limpando a área.

Marcelo Mendonça disse...

Rapaz... Deco morava no meu bairro, amigos de infância, irmão de Afraninho. Essa história também me marcou, sabendo da boa pessoa que ele era... semana passada passei pelo pitubão e lembrei, como todas as vezes que passo por ali. show de homenagem! Abração Bono.

B.I.A.N.C.A Feijó disse...

rsrsrs...Linda sua homenagem, Bono!

Acho que todos têm um amigo como Deco para proporcionar boas recordações!

B.E.I.J.O.S

Paulo Bono disse...

Porra, Mendonça. Você conhecia Deco, cara? Coincidência. Então deve saber que era uma grande figura. Estudamos juntos no teresa.

abraço

Adriano Caroso disse...

Bono, o comentário de Mendonça confirmou uma impressão que eu tinha sobre suas histórias. Embora as escreva em forma de contos, a absoluta maioria são verdadeiras. Esta me tocou profundamente. Concordo com ele, show de homenagem! Por falar nisso, sempre achei o Pitubão uma grande merda, desnecessária e perigosa!

Pedro disse...

Bono, parabéns cara. Você demonstra uma transparência sensacional de sua pessoa nos textos. Sem máscaras. Grande virtude.

Abraço!

Anônimo disse...

Simplesmente lindo...

Bj Adri

http://drikaninha.zip.net/

gigi disse...

é foda. o gordo é o crioulo contemporâneo.

vou beber uma vodiquinha na cozinha em homenagem ao deco.

beijo.

Lola disse...

É sempre uma delícia voltar aqui e perceber que você só faz melhorar!
Bjo

Lola disse...

Ah, e concordo totalmente com a Poliana "homem tem que ter peso". Vou além, homem de verdade pesa em você e é a melhor coisa do mundo!

Sra. Bono. disse...

Hi my Buk,

Texto lindo, melancólico, adorei. É bom ler tantos elogios ao homem que compartilha a vida comigo.

Com imenso amor,

Senhora Bono.

Ribamildo disse...

EI CARA QUE PUTA TEXTO...PARABENS....SOU GORDO E TO DEIXANDO DE SER POR CAUSA DA SAUDE MAS COMO O DECO TEM MUITA GENTE COM A MESMA SINA, ACHO QUE SEPARARAM O DECO DE MIM NA MATERNIDADE RS SUCESSO CARA PASSARE A LER ESSE BOM DISCIPULO DE JOAO ANTONIO E SUA LINGUAGEM MARGINAL

Garota no hall disse...

Gostei do texto. O Deco devia ser muito gente fina, mas daí aparecer com canivete na mão para brigar, mesmo que fosse para me defender, até eu teria medo.

Ane Brasil disse...

Salve, Bono!
Deco, onde quer que esteja, deve estar sorrindo com sua homenagem!
Caras como esse, se contam nos dedos de uma mão!
Sorte e saúde pra todos!

Anônimo disse...

Bono vc escreve mto bem e isso vc já sabe pq tive não só a honra de te conhecer como também trabalhar com vc e com isso pude te falar pessoalmente.
Mas sem babação pq isso é foda, meuuu, preciso comentar o texto NUma Sala de Reboco, como é q vc pode falar q o cara do triângulo não merece tanto destaque? Vc sabe tocar um triângulo? Eu pelo menos não sei, parece fácil aquela coisinha, mas é complicado, tem a parada dos dedos...enfim...
Mas o texto é engraçado, eu estava lendo no núcleo, me acabando de rir e a galera da produção q estava trabalhando viu e disse: "vc está lendo o blog do bono?"

Tatiana Carvalho

Rackel disse...

Bonita homenagem...

::Soda Cáustica:: disse...

Man vc é gênio. Já está nos meus indicados.

ribeiro_patricia disse...

Faz tempo que eu não entrava aqui. Comecei a ler achando que era mais um texto de humor ácido e fiquei surpresa com a delicadeza de seu texto. Me emocionei de verdade com a sua homenagem ao Deco. Valeu pela surpresa e pela homenagem, Deco tá feliz. Bjo