9.7.08

Conversa de Viado

Acho que o Triguinho é viado desde que nasceu. Pelo menos lembro que ele já falava diferente quando entrou para nossa turma, na primeira série. “Esse menino é estranho!”, “Parece uma menina!”, “Já viu como ele fala?”. Não sei como o cara vira viado. Ainda mais assim, quando é desde criança. Triguinho pode não ter nascido viado. Mas ele nasceu para isso. Sua vida sempre foi uma estrada rumo à viadagem total. Começou naquele tempo, quando ao invés de jogar bola, Triguinho preferia brincar de elástico com as meninas. Depois, no segundo grau, resolveu assumir e usar calças apertadas. Depois vieram o cabelo longo e o shortinho enfiado. Logo depois, o papel de jovem cabeleireiro em um salão de quinta categoria. Até chegar às noites de sexta e sábado, quando Triguinho se transforma num travesti feio, fudido e mal pago. Exceto por sua mania de pedir tudo que vê pela frente, bala, chiclete, qualquer coisa, Triguinho até que é uma figura bacana. Sexta passada, o encontrei no ponto de ônibus.

- E aí, Triguinho. Chupando muita rola?
- Tô precisando chupar mais pra pagar minhas contas.
- Nem me fale, cara. Tô com o celular cortado.
- Vi você no Orkut de uma amiga minha. Você tem um blog!
- Tenho umas paradinhas lá.
- Eu disse, esse menino estudou comigo. Ela nem acreditou!
- É bonita essa putinha?
- É um viado, Bono! Gilsinho. Quer conhecer?
- Vá se fuder!

Nessa hora, um grupo de evangélicas passou por trás da gente e disparou uma série de comentários contra Triguinho. É o demônio, que safadeza, essas coisas.

- Ái, Bono, não agüento mais essa gente provinciana.
- Deixe de viadagem.
- Porque não é com você.
- Todo mundo fala de todo mundo. Você acha que não falam de mim? “Porra, lá vai o gordo, deve tá indo comprar biscoito”. Pense aí o que é que as mulheres gordas não sofrem? Todo mundo fala de mulher gorda. Se o cara é magro demais também falam. Todo mundo fala de todo mundo, Triguinho. Se você é preto, falam. Se é rastafari, mais ainda. Se é maconheiro, falam. Se é rico, falam. Se é pobre, falam. Se você é albino, falam. Todo mundo fica olhando quando aparece um albino. Aposto que você também fica falando ou pensando, ah, coitado, ele é albino. Se a putinha pinta o cabelo de verde, falam. Quer ver só? Todo mundo fala dos crentes. Eles falam de todo mundo e todo mundo fala deles. Eu mesmo detesto esses crentes.
- Eu odeio crente!
- Uma vez uma puta dessas não quis ficar comigo porque só podia namorar alguém da religião dela. E outra, ela dizia que não gostava de música do mundo. Vá se fuder. Quer ver mais uma coisa? Até acarajé essas pestes estão fazendo agora. Imagine. Você já viu? Tem até tabuleiro, acarajé, abará, vatapá, o nome é Acarajé Aleluia. Aposto que esses porras vivem falando mal de Baiana de acarajé, dizendo que é coisa de macumba, do diabo, sei lá.
- Eu não como acarajé feito por crente.
- Rapaz, eu comi um e tava bom.
- Não como mesmo.
- Ainda tem isso agora. Além de gordo, sou careca. Todo mundo fala de gordo e careca. Agora olhe pra você. Você é o suprassumo da viadagem, Triguinho. Qual é sua altura?
- 1,88.
- 1,88 de puro viado. Com esse cabelo grande. Com esse short enfiado no cu. Com essa bolsa ridícula, quer mais o quê? Todo mundo vai falar, porra. Você é especial? Ninguém pode falar de você? Falam de mim, não vão falar de você? Todo mundo fala de todo mundo, Triguinho.
- Quero saber não. Ainda meto a mão na cara de uma dessas. Odeio crente, Bono.
- Por isso que todo mundo fala de viado.
- Que é isso? É pastilha?
- Magnésia bisurada. Tô com uma azia desgraçada.
- Ái, me dá uma. Tô com uma queimação da porra também.
- Viu o lance de Ronaldo?
- Viado burro. Podia tá fudendo com ele até hoje. Ah, se fosse eu.
- Porra nenhuma. A porra parecia mulher mesmo. Era bonita. Dava pra confundir. Você é feio pra caralho, Triguinho.
- Você não sabe o que tá perdendo, Bono.
- Por mim você fica sem pagar suas contas, seu porra. Deixa eu ir, que lá vem meu busu.
- Escreve uma história sobre mim lá no blog.
- Deixe de viadagem.

Fiquei pensando. O cara tem que ser macho para ser viado. Triguinho passou por seu processo evolutivo, de bichinha saltitante à traveco escandaloso sempre de cabeça erguida, sempre indiferente às piadas nas esquinas. Mas já devia está de saco cheio. Tolerância à intolerância tem limite. Mas eu queria ver se além de viado, ele fosse gordo. Aí sim ele ia ouvir. Já pensou uma bicha gorda? Ainda bem que não sou viado. Gordo, careca e viado seria foda. Acho que eu já teria me matado.

36 comentários:

O Digitador! disse...

Mas bem q tu escreveu a historia com ele.... eh isso ae... ganhou ponto.. kem sabe naum leva um desconto! hahahaha

Rodrigo Carreiro disse...

"Você é o suprassumo da viadagem, Triguinho"... Essa é a melhor parte hahahhaa
Ainda bem que você é gente fina com os broder ehehehe
Boa, bono, boa!

FOXX disse...

bem
vc me descreveu durante metade da minha vida
gordo, careca e viado
kkkkkkkkk


nem me matei
hauahauahuahauahaua

Anônimo disse...

Cara... o "mundo" fala mal de tudo, né não? Por isso eu falo mal também. Foda-se! Beijão, Adri

http://drikaninha.zip.net/

"Belezas e Encrencas" por um Assessor de Imprensa disse...

Uau Bono,
texto ducaraleo!

Paulo Bono disse...

Digitador,
Dispenso o serviço. o conto foi na camaradagem.

Carreiro,
Sou mesmo gente fina. Gordo, mas gente fina.

Foxx,
Então você é um guerreiro, man.

Colega RP,
Pois é. E não é que vou fazer igual. eu vou fazer pior.

Assessor,
Valeu, man.

abração

SAMANTHA ABREU disse...

Bono!
eu conheço um gordo viado, bem viado mesmo, um traveco. Só não sei se ele é careca, porque usa peruca... cabelo longo, de várias cores!
É o velho clichê: quando a gente pensa que viu de tudo na vida...
bem...

e falar de todo mundo, todo mundo fala, mesmo... mas que enche o saco quando não é a gente que tá falando, ah, se enche! hehehehee

putz, e lembrei de quando eu pulava elástico na escola!

Um beijO!

Fábio Souza disse...

Zorra bono foi beleza, tudo que você falou é verdade, inclusive quando vc disse que pra ser viado tem que ser muito macho!!!!! só não sei se a viadada vai gostar disto.

Abração Primo

Sra. Bono disse...

Meu Buk,

Perfeito. Suas teses, seu humor, seus diálogos... Deve ter quem fale mal, afinal, todo mundo fala de todo mundo, mas encabeço o time dos que só elogiam.

Adorei o texto, Triguinho deve ter dado (dado mesmo!) pulinhos de alegria.

Você é mesmo foda!

Sra. Bono.

alvarêz dewïzqe disse...

Trigo pode virar rosca queimada, o nome do rapazola é sugestivo.

Acabei lembrando de uns moleques da escola que tinham jeito, pulavam elástico e dançavam música da Xuxa, mas não sei no que deram, perdi contato com minha infância.

Depois que o Triguinho contar para as "amiguinhas" que virou personagem literário vai bombar baitola nesse teu blog hein. Tu vai virar ícone do movimento, hehe.

Mwho disse...

Bono,
Acarajé de crente é sacanagem!
Deve custar no mínimo uns 10% a mais...
Abraço,
Mwho.

Paulo Bono disse...

Samantha,
E um gordo, careca, viado e crente, já pensou?

Fabão,
O que a viadada mais gosta é de macho.

Sra. Bono,
E eu sou seu fã.

Escritor Dewzique,
Já tô até vendo: OSO, OSO, OSO, BONO É O MAIS GOSTOSO!

Mwho,
Bem observado. Mas não é não. É até mais barato. Aumentou faz pouco tempo. 1,50 sem camarão. 2,00com camarão. Aumentou faz pouco tempo. E é gostoso pracaralho.

Careca disse...

Bono, palmas pra você! Tema difícil, cheio de terreno minado, e você desviou de tudo com energia, simpatia e bom humor. E na onda do sempre pode ser pior: gordo, careca, viado, crente, albino, cego e com Síndrome de Bardet-Biedl(que é quase um resumo de tudo isso).

Larissa Bohnenberger disse...

Ahahahahahahah!
Como eu me divirto quando passo por aqui! Rsss!
Bjs!

gigi disse...

irretocável, como sempre.

Sunflower disse...

já te disse que voce está lá em cima na minha lista de suprasumo de gordos carecas.

Paulo Bono disse...

Carecone,
Eu sei que tenho alguma síndrome. mas com certeza não é essa.

Larissa,
que bom, essa menina.

Gigi,
gentil, como sempre.

Sunflower,
calma aí, minha filha. gordo sim, careca apenas no gerúndio.

abração

Rackel disse...

Aí, eu tenho um amigo viado gordo (ali,as obeso) e ele não tem tantos problemas como esse triguinho não... seu amigo deu foi azar, pq meu amigo viado, preto e gordo é mto querido nos meios q frequenta e nunca vi crente passar por ele e ficar xingando.

...

BABI SOLER disse...

Você tem toda razão: não é nada fácil.
Oh vida dura!
Boa semana!

Duas disse...

deu dó...

bichas gordinhas são sempre engraçadas e afiadas. conheço alguns exemplares.

obrigada pela diversão. beijos.

elisa

Larissa Santiago disse...

às vezes tbm fico a pensar isso: pra ser viado tem q ser muito homem... pra ser sapatão entao, tem q ser homem duas vezes!

di fudê teu texto!

Adriano Caroso disse...

A cada dia vc me surpreende mais. Uma história sobre viado? Essa eu não esperava. Mas tem a sua cara. Engraçada e escrachada. Falo da cara do seu texto, até porque não conheço sua cara na verdade. Deve ser gorda, careca e bonita. Senão Triguinho não tava querendo dar uma com vc! Ainda vou escrever uma história sobre viados. É um tema rico e interessante. Dá pra fazer a criatividade viajar muito... Espere!

Paulo Bono disse...

Rackel,
Triguinho deve ser querido em seus ambientes. Mas ele é um traveco escandaloso. As ruas, eu digo as ruas não estão preparadas para ele.

Babi Soler,
Quem disse que a vida é justa?

Bichas gordas são como figurinhas carimbadas.

Larissa
Não tinha pensado nisso.

Caroso,
Esquece, brother. Sou gordo, careca e feio mesmo. Bote feio nisso. Triguinho que é um sacana.
Manda ver, escreva a onda.

Bruno disse...

Bicha velha. Bicha velha acho que é a coisa mais foda que existe. É feio de ver.

fran disse...

Acarajé de crente a gente deve ter que rezar pra poder sair né! E 50% é do pastor.
Deixa disso. (te acompanho na dor de ter lipídios a mais no corpo).
bjos

poupadordeporra disse...

Bono, achei você via meu amigo careca. É... cada quibe tem o trigo que merece. Não teria sido aí, a origem daquele termo: agasalhador de croquete. Acho que não, né? Senao seria agasalhadodr de quibe. Abraços e convido você a dar uma olhadinha neste blog aí de baixo.

http://poupadordeporra.blogspot.com

Karlinha disse...

Achei, li, adorei, ri, comentei e adicionei ;)

Flá disse...

Cara tem que ser muito macho pra ser viado. Mas tem que ser mais macho ainda pra ser gordo, careca e viado. Já pensou?

Beijão =)

Paulo Bono disse...

Bruno,
Nem me fala, cara. Bicha velha beijando os carinhas em shows de axé é deprimimente.

Fran,
Bom contar com você nessa dor, minha filha.

Poupadordeporra,
Não sei, não saco nada desse lance de agasalho, croquete, quibe, o diabo.

Karlinha,
Valeu, demorou, só, abalou, obrigado e Yeah!

Flá,
Pensei não!

Karlinha disse...

Nossa!Acabei de ler o troco!Ameeeei!Um dia ainda faço essa de dar a bala como pagamento!
E sobre a rotina de agência...Eu sou Veterinária, mas ainda não arranjei nenhum trampo relacionado(só Deus sabe o quanto estou mal com isso), então acabei indo trabalhar em uma agência de publicidade.Cara!Que experiência!Isso é um outr universo!Por incrível que pareça, a descrição do diretor de arte bate!rsrsrs!E como eu entrei como ASPONE, mas aspirante à mídia(não sei usar crase, mas as vezes acerto), quem comeu alguém da agência fui eu!rsrsr!O atendimento, o único solteiro...Agora é meu namorado!rssrsr!Ah, já saí de lá...Fui caçar minha turma!

Poliana Paiva disse...

"E aí, Triguinho. Chupando muita rola?"

Caralho, que lirismo!
Amei, como sempre.
:)

Marcelo Mendonça disse...

bicha gorda, magra, fechativa... gosto de todas, já sou fã de triguinho, aliás, até meus personagens femininos são viadas, afinal humor sem bicha, não há. abração Bono e muito bom texto.

• Älone • disse...

Perfeito !

Fernanda Pereira disse...

Cara, tô a meia hora aqui perdida nos teus escritos me esbaldando em cada post.

É...ser gordo é foda...gorda é pior ainda...enfim, mas se for fordo e gostoso que nem Bono...rs (trocadilho do caralho...ahahah)

Gostei muito de tudo, porra...eu tbem detesto crente, e se eu for a Bahia, não vou comer acarajé de crente, não!

Beijos

Ane Brasil disse...

homem é homem, não adianta... os dialogos trigiunho, bono são coisa de macho autêntica...
Pô, tive um camarada no colégio que era tipo o Triguinho... eu conheci o cabra na adolescência, ele era um ano mais adiantado do que eu, amigo da amiga... e eu levei uns 3, 4 dias pra descobrir se o cabra era menino ou menina... vixe... anos depois, encontrei o cabra na rua: uma mulher. muito alto, magricelo, os cabelos no mesmo corte que a madonna usava nso anos 80... depois, nunca mais tive notícia.
O mundo nãotá preparado pra colher o trigo!
Sorte e saúde pra todos!

Prefiro, Cris! disse...

Você tem toda certeza sobre mundo,as pessoas sempre vão falar de tudo...Mas será que existe uma grande diferença entre falar e respeitar? Por exemplo, na Holanda!?!?
Penso, com toda licença do mundo para inferir sobre o seu texto, que o mesmo quis dizer muito mais do que um simples continho para o povo rir, quando por exemplo, leio nos comentários que o PODER estava em comer a loira...E não o significado das duas crianças e a representatividade disso para você nas suas escritas...
Eu tb falo do mundo Paulo, mas respeito os limites dos outros, sei que acaba sendo meio clichê, mas não há para onde correr, isso é uma questão de base e educação familiar...
Mas acho que, a vida é um fluxo desconexo e tudo na vida passa, que nem uva passa e tudo na vida pode que nem ipod...Você é foda de bom nos seus textos e a minha viagem sobre o seu texto foi só uma viagem!

Adorei você ter aparecido no meu blog.

Bjs